[ editar artigo]

7 erros que eu cometia antes de fazer o curso de Social Media Exponencial

7 erros que eu cometia antes de fazer o curso de Social Media Exponencial

Trabalhar com marketing para o nicho da saúde é um desafio, pois lidamos com clientes extremamente racionais e regras mais rígidas para a divulgação de produtos e serviços. 

Por ser formada e ter trabalhado muitos anos na área da saúde, acreditava que eu teria vantagens para oferecer os serviços de marketing neste segmento. Porém, assim que abri a minha agência vivenciei a dificuldade em entregar resultados. Trabalhava muito e produzia pouco e sem efetividade. E essa foi uma das principais motivações para eu me matricular no curso de Social Media Exponencial, promovido pela Mlabs.

No decorrer do curso já foi possível implementar algumas mudanças na minha forma de trabalhar, com impacto nos resultados alcançados. Compartilho aqui alguns erros que eu estava cometendo, e consegui corrigir através das dicas que eu aprendi no curso.

Erros que eu nunca mais irei cometer:

1 - Focar minha estratégia de mídia digital em um único canal

Todo canal tem uma limitação, além de não termos controle sobre os algoritmos. Por isso é muito arriscado investir em apenas uma plataforma digital.

Minha estratégia de marketing digital era focada no Instagram, e eventualmente eu repostava o mesmo post em outro canal. Eu estava vulnerável e dependente de uma plataforma.

Potencializei minha estratégia de digital quando comecei a utilizar mais canais, integrando as postagens. Explorar novas plataformas me possibilitou alcançar novos públicos, dentro do perfil almejado.

É fundamental estar presente em mais de um canal, pois além de não criar dependência, melhora os resultados através da composição das mídias.

Com a mudança na estratégia de canais, consegui construir uma presença mais consistente e abrangente, aumentando a divulgação das campanhas.  Também foi importante estar atenta às variações de preferências de canais por parte do público alvo, pois a seleção das plataformas deve ser coerente com o gosto do nosso buyer persona.

 

2 - Utilizar o mesmo post em várias plataformas digitais

É fundamental conhecer as características e especificidades de cada plataforma para criar um conteúdo direcionado e efetivo, adequando o formato e a comunicação do post para cada mídia.  

Apesar das pessoas estarem presentes em várias mídias sociais, cada canal possui um determinado perfil de público com objetivos específicos, portanto é primordial pensar separadamente cada mídia.

Minha estratégia de marketing digital era focada no Instagram, e eventualmente eu repostava o mesmo post em outro canal. Além de ser desinteressante ver a mesma postagem em mais de uma mídia, a repetição acabava gerando um baixo engajamento, perda de seguidores e uma impressão negativa para a marca. 

O post até pode ser reutilizado, desde que seja adaptado para cada plataforma. O ideal é que o conteúdo seja feito em diferentes formatos. O público poderá escolher a versão que mais se identifica para consumir o conteúdo e a marca aumentará a presença na web através do uso de várias mídias.

 

3 - Postar para cumprir metas quantitativas, sem se preocupar com o planejamento das mensagens

Um erro bastante comum é distribuir posts apenas para gerar frequência, sem realizar um planejamento. Para negócios que trabalham com mais de um tipo de produto ou serviço, isso é um fator que pode gerar confusão, além de não fixar a marca na mente das pessoas.

Tenho um cliente que trabalha com várias práticas de terapias naturais. Eu tinha o hábito de elencar uma prática por dia para fazer e distribuir o conteúdo. Achava que essa diversidade o tornaria mais interessante. 

Quando comecei a utilizar a estratégia de conteúdo transmídia, o engajamento aumentou e o público passou a ter uma maior compreensão das terapêuticas que meu cliente trabalhava.

Com a estratégia transmídia, a partir de um conteúdo mais denso e profundo são produzidas peças menores, com a mesma temática, para distribuição segmentada.  Assim, é possível comunicar a mensagem completa, de forma sequenciada, ao longo do tempo determinado. Além disso, reforçamos o posicionamento da marca.

A estratégia de conteúdo transmídia otimiza muito o tempo de trabalho para o planejamento do cronograma de conteúdo e produção dos posts.

 

4 - Utilize hashtags amplas e generalistas

O uso de hashtags é importante para aumentar a visibilidade dos posts, porém pode ser pouco eficiente se forem mal utilizadas.

Para tentar atrair um número maior de pessoas, eu publicava hashtags "chavões", comuns para a área. Não entendia que com isso estava atraindo público desqualificado, que não interagiam com os posts, pois eu não estava focando no que as pessoas buscavam. Era muito generalista.

É necessário ser específico para ser assertivo. A especificidade trás um público mais qualificado, com maiores chances de conversão, pois estamos tratando exatamente do que as pessoas buscam.   

Passei a descrever o conteúdo utilizando hashtags bem específicas, ao final do texto. Através das hashtags descrevia o produto ou serviço, o momento, o contexto e as características. Portanto, as hashtags variavam e mudavam de acordo com a temática. Com isso aumentamos a base de seguidores e começamos a atrair um público mais qualificado, com interesse no tema e maior chance de conversão.  

Para ter mais eficiência na escolha das hashtags,  pesquiso no Instagram e no Twitter pelo nicho específico do cliente, além de utilizar aplicativos como o Leetags e Top Hashtags.

 

5 - Para vender mais, explore seus produtos e serviços

As pessoas estão nas redes sociais para se relacionarem, interagirem, e, ocasionalmente, descobrem novas marcas, produtos e serviços. Portanto, se as postagens focarem apenas em estratégias publicitárias a chance de atrair novos seguidores e converter é ínfima. 

Por mais que o objetivo de estar nas redes sociais seja venda, é necessário criar uma relação com o consumidor, e isso somente é possível através da entrega de conteúdo qualificado. 

Era comum, principalmente nas semanas que precediam um lançamento ou ação de venda, eu focar a estratégia de mídias sociais apenas para promoção.

Quando passei a usar a Lei de Pareto, ou seja, publicar 80% de conteúdo informativo para cada 20% de posts promocionais, independente das datas de lançamentos ou ações de marketing, o engajamento e a base de clientes aumentaram.

É o conteúdo consistente que irá gerar a autoridade da marca e, consequentemente, despertar o interesse pelos produtos e serviços oferecidos. A venda é consequência de um relacionamento entre marcas e pessoas. 

 

6 - Programe seus posts para o horário em que o seu público estará nas mídias sociais

É importante estar nas redes sociais nos horários de publicações dos posts.

Eu costumava agendar as publicações analisando apenas os dias e horários de maior número de seguidores presentes nas plataformas. Respondia aos comentários após um tempo, nem sempre imediatamente após a interação acontecer. E com isso estava perdendo a oportunidade de gerar mais engajamento. 

Passei a acompanhar as redes sociais nos horários das publicações das postagens, respondendo aos comentários em tempo hábil e gerando novas conversas. Com isso, melhoramos o alcance dos posts e o engajamento. 

Também é importante postar em horários em que a concorrência pela atenção seja menor, e antes dos horários de picos, aumentando a chance do conteúdo alcançar mais pessoas.

 

7 - Postar no story só para marcar presença

Ajude as pessoas a verem o que você quer que elas vejam.  Use o story também como parte da estratégia de mídias sociais.

Confesso que eu postava imagens aleatórias, "soltas" no story, sem ter um objetivo específico. 

Passei a fazer uma sequência intencionada e integrada de frames, contando uma história, estimulando a participação das pessoas através de perguntas e enquetes. O número de visualizações aumentou consideravelmente. Também tive o cuidado de postar o máximo de 7 frames por dia, pois pesquisas indicam que números superiores apresentam queda de visualizações.

Os resultados podem melhorar ainda mais se os stories estiverem integrados com o post do feed, na mesma data. 

 

Poderia listar muitas outras coisas que aprendi, mas ainda preciso aplicar. Acredito que o desenvolvimento profissional vem com o tempo e com a execução, com novos erros e consertos. Então fica para um próximo artigo.

Obrigada Rafael Kiso! Gratidão Mlabs.

 

 

MLabs
Luciana Mateus
Luciana Mateus Seguir

Integro os universos da Saúde, da Educação, da Gestão e do Marketing, com o viés do propósito e da responsabilidade social. Empresária e Palestrante. Minha missão é ajudar profissionais da Saúde a ganhar visibilidade e autoridade através do marketing

Ler conteúdo completo
Indicados para você